0
Bem-vindo

Thermopulse Transistorizado Ibramed - Aparelho de Diatermia por Ondas Curtas

Código: ME00223AVer informações produto
  • Marca: Ibramed
  • Disponibilidade: Pronta-entrega
  • Descrição: O Thermopulse é um equipamento eletromédico de diatermia por ondas curtas que gera energia de radiofrequência (alta frequência em 27,12 MHz), sob a forma de radiação eletromagnética intencional para tratamento de diversas patologias na área da fisioterapia. Possui 7 níveis de potência, com máxima de 150 W. O aparelho opera nos modos contínuo, pulsado e pulsado automático. O Thermopulse possui tecnologia de operação por transistores, o que confere maior resistência e durabilidade do que os equipamentos que utilizam válvulas. Permite utilizar Eletrodos Capacitivos (150W) e Eletrodo Indutivo (80W). Esse equipamento permite ainda gravar até 10 protocolos particulares. A terapia por ondas curtas é uma modalidade de tratamento indicada para analgesia, relaxamento muscular, mialgias, fraturas, hematomas, edemas e todas as patologias ortopédicas em que o calor profundo é benéfico.
  • ...Veja mais
  • R$ 6.980,00
  • 10x R$ 698,00 s/ juros
  • R$ 6.631,00 -5% à vista
  • Comprar Agora
  • Vendido e entregue por ISP Saúde
  • R$ 6.631,00 no boleto bancário5% de descontoEconomize R$ 349,00
  • R$ 6.631,00 em 1x no cartão de crédito5% de descontoMais opções de parcelamento
  • Calcular frete
  • Usar minha localização

Descrição do Produto

O Thermopulse é um equipamento eletromédico de diatermia por ondas curtas que gera energia de radiofrequência (alta frequência em 27,12 MHz), sob a forma de radiação eletromagnética intencional para tratamento de diversas patologias na área da fisioterapia. Possui 7 níveis de potência, com máxima de 150 W. O aparelho opera nos modos contínuo, pulsado e pulsado automático. O Thermopulse possui tecnologia de operação por transistores, o que confere maior resistência e durabilidade do que os equipamentos que utilizam válvulas. Permite utilizar Eletrodos Capacitivos (150W) e Eletrodo Indutivo (80W). Esse equipamento permite ainda gravar até 10 protocolos particulares. A terapia por ondas curtas é uma modalidade de tratamento indicada para analgesia, relaxamento muscular, mialgias, fraturas, hematomas, edemas e todas as patologias ortopédicas em que o calor profundo é benéfico.

Diferenciais e Benefícios

  • Modos: contínuo, pulsado e pulsado automático; 
  • Potência: máxima de 150 W; 
  • Sintonia automática: regula e indica automaticamente o percentual de sintonia informando, aproximadamente, a porcentagem de radiação transmitida para o paciente;
  • Protocolos particulares: permite programar até 10 protocolos particulares, conferindo maior agilidade e praticidade a rotina clínica diária;
  • Eletrodos capacitivos e indutivos: o equipamento permite as duas possibilidades de aplicação, seguras e confortáveis, de acordo com as necessidades terapêuticas de cada paciente;
  • Fácil manuseio: acompanha manual de instruções didático e ilustrativo para facilitar o manuseio da navegação do equipamento.






Indicações

  • Cervicalgia;
  • Dorsalgia,
  • Lombalgia;
  • Fascite plantar;
  • Síndrome do manguito rotador;
  • Torcicolo;
  • Síndrome da dor patelofemoral;
  • Osteoartrite;
  • Poliartrite crônica; 
  • Tendinite / tendinose;
  • Bursite;
  • Torções, luxações entorses e contusões;
  • Epicondilite;
  • Fraturas;
  • Neuralgia intercostal;
  • Mialgia;
  • Síndrome   do ombro congelado;
  • Fibromialgia/fibrosites;
  • Síndrome do túnel do carpo.

Efeitos fisiológicos

  • Aumenta o fluxo sanguíneo;
  • Ajuda na resolução da inflamação;

  • Alivia as dores e espasmos musculares;

  • Diminui a rigidez articular;

  • Aumenta a extensibilidade do tecido colagenoso profundo.

Associações terapêuticas

  • Sonopulse  1 e 3 MHz: o Sonopulse associado ao Thermopulse tem efeito anti-inflamatório e aumenta o controle e redução da dor;
  • Laserpulse: o laser possui efeitos analgésicos e de reparação tecidual, que associado ao Thermopulse, acelera o processo de recuperação;
  • Thork: aparelho de ondas de choque que estimula os fibroblastos, associado ao Thermopulse, potencializa os efeitos auxiliando a vascularização e relaxamento muscular.

Protocolos

  • Oriente o paciente sobre a terapia;
  • Exponha a área a ser tratada e posicione o paciente confortavelmente;
  • Examine a área a ser tratada;
  • Se necessário limpe a pele com água e sabão neutro ou álcool;
  • Seque a pele se estiver úmida;
  • Posicione os eletrodos em relação aos tecidos e a uma distância adequada;
  • Coloque toalha ou bolsa protetora (tecido algodão) entre a pele e o eletrodo, isso evita a concentração de energia devido a transpiração;
  • Antes de ligar o aparelho, verifique se o paciente não está em contato com a unidade, com o cabo de conexão dos eletrodos, com os eletrodos ou outros dispositivos ou com objetos de metal;
  • A intensidade deve seguir a escala de Scliephake:
  • Calor muito débil: imediatamente abaixo da sensação de calor perceptível;
  • Calor débil: sensação imediata perceptível;
  • Calor médio: sensação de calor clara e agradável;
  • Calor forte: no limite da tolerância;
  • Tempo: 5 a 10 min em fases agudas e 15 min em fases crônicas;
  • Dica: na fase aguda e subaguda, usa-se calor muito débil e débil, respectivamente e na fase crônica calor médio e forte.
  • A sugestão de parâmetros não substitui a avaliação e o conhecimento do profissional.

Informações Adicionais

  • A diatermia por ondas curtas Thermopulse se dá pela aplicação da energia eletromagnética através dos tecidos corporais. O aparelho de diatermia por ondas curtas consiste em um circuito gerador de ondas senoidal que produz uma corrente com frequência de 27,12 MHz e um circuito ressonante que pode ser sintonizado exatamente na mesma frequência;
  • O Thermopulse produz campos elétricos e campos magnéticos com correntes de alta frequência oscilantes e são estes campos alternados que produzem os efeitos fisiológicos e os benefícios terapêuticos;
  • Nestas frequências a energia electromagnética é convertida em energia térmica pelo indução de correntes circulantes no tecido isolante. O efeito de aquecimento produzido por diatermia por ondas curtas auxilia o processo de cicatrização, gerando calor profundo no tecido, resultando em numerosos efeitos benéficos;
  • A aplicação do Thermopulse pode ser realizada em 3 modos, incluindo o pulsado (ondas curtas pulsadas não térmica), isto é, permite que sejam emitidos disparos de energia eletromagnética a intervalos pré-programados de tempo minimizando o efeito térmico para controle da dor, do edema e acelerar a cicatrização;
  • Diatermia por ondas curtas
  • O Thermopulse produz um aquecimento detectável nos tecidos profundos, isso é denominado diatermia de nível térmico. O calor produzido é proporcional à densidade de energia aplicada e o maior aquecimento ocorre em tecidos com maior condutividade. A intensidade de potência é dada em watts (10 a 150 W);
  • Diatermia por ondas curtas pulsado
  • O Thermopulse oferece, através de um circuito sincronizado no qual o modo possa ser ligado e desligado. Isso permite que sejam emitidos disparos de oscilações com frequência variável de 50 a 800 Hz nas extensões de tempo de 100 a 400 µs com incrementos de 10 µs;
  • Diatermia por ondas curtas pulsado automático
  • O Thermopulse atua sempre em potência máxima (150 W). Porém, percorre automaticamente séries de varredura de frequências de 50 Hz a 160 Hz e de 160 Hz até 50 Hz em passos de 10 Hz.
  • No Thermopulse é possível utilizar de duas técnicas de aplicação:
  • Técnica Indutiva:
  • Nessa técnica, uma corrente elétrica é gerada dentro do aparelho e transmitida para uma bobina. Essa corrente, por sua vez, acaba criando um campo magnético em ângulo reto com o fluxo da corrente, que é direcionado para a parte do corpo a ser tratada. O campo magnético, por sua vez, age apenas como um meio transportador, levando essa corrente até os tecidos. Utiliza um eletrodo tipo "antena" de via única.
  • Técnica Capacitiva:
  • Nesse tipo de técnica, o sinal das ondas curtas é aplicado com o uso de 02 eletrodos vulcanizados do mesmo tamanho e precisam ser aplicados de maneira equidistante e formando um ângulo reto com a pele.
  • Os eletrodos podem ser dispostos pelo modo longitudinal (um eletrodo em cada extremidade do membro), coplanar (ambos aplicados no mesmo lado do membro) ou contraplanar (um eletrodo em cada lado do membro).

Conservação

  • Evite locais sujeitos a vibrações;
  • Instale o aparelho sobre uma superfície firme e plana;
  • Não bloquear a ventilação;
  • Evite ambientes úmidos, quentes e empoeirados;
  • Certifique-se que a área em torno do cabo de força esta livre;
  • Não introduza objetos nos orifícios do dispositivo;
  • Desligue o equipamento da fonte de alimentação, limpe com um pano limpo umedecido com água e sabão antibacteriano suave;
  • Se for necessária uma limpeza mais estéril, use um pano umedecido com um líquido de limpeza antimicrobiano;
  • A instalação deve respeitar a distância de 10m2 de outros aparelhos, se possível utilizar a gaiola de Faraday.

Contraindicações

  • Implantes metálicos;
  • Dispositivos eletrônicos implantados;
  • Pessoas com alterações de sensibilidade térmica;
  • Retirar aparelhos auditivos;
  • Pacientes com hemorragia;
  • Obstruções arteriais graves;
  • Gestantes;
  • Tumores malignos ou tumores não diagnosticados;
  • Processos infecciosos;
  • Umidade, transpiração ou curativos úmidos;
  • Edemas agudos;
  • Cardiopatas descompensados;
  • Diabetes descompensada;
  • Sobre os olhos;
  • Sobre os órgãos reprodutivos;
  • Diretamente sobre a epífise de ossos de crianças 
    e adolescentes em crescimento;
  • Cuidado com pacientes obesos: a diatermia deve ser usada com  cuidado em pacientes obesos porque pode aquecer a  gordura excessivamente;
  • Cuidado especial deve ser tomado se a roupa do paciente  estiver molhada ou úmida, uma vez que as peças de vestuário podem aquecer mais rapidamente e mais  intensamente do que o corpo do paciente. Vestimentas de fibras sintéticas (perlon, nylon, etc)  não absorvem bem a transpiração e podem acumular  umidade na pele, portanto, recomenda-se que as áreas  do corpo em tratamento sejam despidas e secas.

Ficha Técnica

  • Marca
  • Ibramed
  • Modelo
  • SOLID STATE T-54
  • Garantia
  • 18 Meses
  • Voltagem
  • Bivolt (Automático)
  • NCM
  • 90189050
  • Anvisa
  • 10360310014

    Dimensões

    Dimensões do Produto
    • Dimensões (C x L x A)
    • 77.0 x 39.0 x 39.0 cm
    • Peso Kg
    • 27.6
    Dimensões da Embalagem
    • Dimensões Embalado (C x L x A)
    • 48.0 x 48.0 x 90.0 cm
    • Peso Embalado Kg
    • 32.0

    Especificações Técnicas

    • Diatermia por ondas curtas com 27.12MHz;
    • Modo de funcionamento contínuo e pulsado com varredura automática de frequência;
    • Sintonia automática;
    • Tecnologia de estado sólido (transistores - não utiliza válvulas);
    • Eletrodo capacitivos;
    • Eletrodos indutivos;
    • Modo pulsado com variação de frequência automática - 50Hz a 160Hz;
    • DOC (Diatermia por ondas curtas);
    • DOCP (Diatermia por ondas curtas pulsado);
    • DOCA (Diatermia por ondas curtas pulsado automático);
    • Saída de potência do modo capacitivo: 10 a 150 W (50 ohms);
    • Saída de potência do modo indutivo: 10 a 80 W (50 ohms);
    • Incrementos de potência: 10 W;
    • Duração do pulso: 100 a 400 µs;
    • Frequência de pulso: 50 a 800 Hz;
    • Tempo de tratamento: 1-60 minutos (incrementos de 1 minuto);
    • Área do eletrodo capacitivo: 270 cm2 (cada eletrodo);
    • Área do eletrodo indutivo: 85 cm2.

    Itens Inclusos

    • 01 Cabo PP Fêmea (1,5 m);
    • 01 Kit eletrodo vulcanizado para Thermopulse Solid State (1,25 m);
    • 01 Kit eletrodo indutivo para Thermopulse Solid State (1,25 m);
    • 01 Manual de operações digital;
    • 02 fusíveis de 5A;
    • 01 Cinta para eletrodo indutivo;
    • O uso de cabos, eletrodos e outros acessórios diferentes dos especificados acima, podem resultar em aumento das emissões ou diminuição da imunidade do equipamento;

    Perguntas Frequentes

    • Para realizar terapias com Ondas Curtas, o cliente deverá retirar todos os acessórios metálicos?
    • Por que os cabos dos eletrodos do equipamento não podem estar cruzados durante o seu funcionamento?
    • Os cabos e eletrodos são esterilizáveis?
    • Qual profissional pode operar o equipamento?
    • Mulheres que fazem uso do DIU (dispositivo intrauterino) metálicos poderão realizar terapias com Ondas Curtas?
    • Outros equipamentos podem interferir e afetar o funcionamento do Thermopulse?
    • Os eletrodos do Thermopulse podem causar alergia?
    • Quais as formas de aplicação dos eletrodos capacitivos do Ondas Curtas?
    • Como é a aplicação do eletrodo indutivo da Radiofrquência Thermopulse?
    • Como é regulada a intensidade da potência do Ondas Curtas?

    Manual de Instruções

    Mais Informações

    Descrição do Produto

    O Thermopulse é um equipamento eletromédico de diatermia por ondas curtas que gera energia de radiofrequência (alta frequência em 27,12 MHz), sob a forma de radiação eletromagnética intencional para tratamento de diversas patologias na área da fisioterapia. Possui 7 níveis de potência, com máxima de 150 W. O aparelho opera nos modos contínuo, pulsado e pulsado automático. O Thermopulse possui tecnologia de operação por transistores, o que confere maior resistência e durabilidade do que os equipamentos que utilizam válvulas. Permite utilizar Eletrodos Capacitivos (150W) e Eletrodo Indutivo (80W). Esse equipamento permite ainda gravar até 10 protocolos particulares. A terapia por ondas curtas é uma modalidade de tratamento indicada para analgesia, relaxamento muscular, mialgias, fraturas, hematomas, edemas e todas as patologias ortopédicas em que o calor profundo é benéfico.

    Diferenciais e Benefícios

    • Modos: contínuo, pulsado e pulsado automático; 
    • Potência: máxima de 150 W; 
    • Sintonia automática: regula e indica automaticamente o percentual de sintonia informando, aproximadamente, a porcentagem de radiação transmitida para o paciente;
    • Protocolos particulares: permite programar até 10 protocolos particulares, conferindo maior agilidade e praticidade a rotina clínica diária;
    • Eletrodos capacitivos e indutivos: o equipamento permite as duas possibilidades de aplicação, seguras e confortáveis, de acordo com as necessidades terapêuticas de cada paciente;
    • Fácil manuseio: acompanha manual de instruções didático e ilustrativo para facilitar o manuseio da navegação do equipamento.






    Indicações

    • Cervicalgia;
    • Dorsalgia,
    • Lombalgia;
    • Fascite plantar;
    • Síndrome do manguito rotador;
    • Torcicolo;
    • Síndrome da dor patelofemoral;
    • Osteoartrite;
    • Poliartrite crônica; 
    • Tendinite / tendinose;
    • Bursite;
    • Torções, luxações entorses e contusões;
    • Epicondilite;
    • Fraturas;
    • Neuralgia intercostal;
    • Mialgia;
    • Síndrome   do ombro congelado;
    • Fibromialgia/fibrosites;
    • Síndrome do túnel do carpo.

    Efeitos fisiológicos

    • Aumenta o fluxo sanguíneo;
    • Ajuda na resolução da inflamação;

    • Alivia as dores e espasmos musculares;

    • Diminui a rigidez articular;

    • Aumenta a extensibilidade do tecido colagenoso profundo.

    Associações terapêuticas

    • Sonopulse  1 e 3 MHz: o Sonopulse associado ao Thermopulse tem efeito anti-inflamatório e aumenta o controle e redução da dor;
    • Laserpulse: o laser possui efeitos analgésicos e de reparação tecidual, que associado ao Thermopulse, acelera o processo de recuperação;
    • Thork: aparelho de ondas de choque que estimula os fibroblastos, associado ao Thermopulse, potencializa os efeitos auxiliando a vascularização e relaxamento muscular.

    Protocolos

    • Oriente o paciente sobre a terapia;
    • Exponha a área a ser tratada e posicione o paciente confortavelmente;
    • Examine a área a ser tratada;
    • Se necessário limpe a pele com água e sabão neutro ou álcool;
    • Seque a pele se estiver úmida;
    • Posicione os eletrodos em relação aos tecidos e a uma distância adequada;
    • Coloque toalha ou bolsa protetora (tecido algodão) entre a pele e o eletrodo, isso evita a concentração de energia devido a transpiração;
    • Antes de ligar o aparelho, verifique se o paciente não está em contato com a unidade, com o cabo de conexão dos eletrodos, com os eletrodos ou outros dispositivos ou com objetos de metal;
    • A intensidade deve seguir a escala de Scliephake:
    • Calor muito débil: imediatamente abaixo da sensação de calor perceptível;
    • Calor débil: sensação imediata perceptível;
    • Calor médio: sensação de calor clara e agradável;
    • Calor forte: no limite da tolerância;
    • Tempo: 5 a 10 min em fases agudas e 15 min em fases crônicas;
    • Dica: na fase aguda e subaguda, usa-se calor muito débil e débil, respectivamente e na fase crônica calor médio e forte.
    • A sugestão de parâmetros não substitui a avaliação e o conhecimento do profissional.

    Informações Adicionais

    • A diatermia por ondas curtas Thermopulse se dá pela aplicação da energia eletromagnética através dos tecidos corporais. O aparelho de diatermia por ondas curtas consiste em um circuito gerador de ondas senoidal que produz uma corrente com frequência de 27,12 MHz e um circuito ressonante que pode ser sintonizado exatamente na mesma frequência;
    • O Thermopulse produz campos elétricos e campos magnéticos com correntes de alta frequência oscilantes e são estes campos alternados que produzem os efeitos fisiológicos e os benefícios terapêuticos;
    • Nestas frequências a energia electromagnética é convertida em energia térmica pelo indução de correntes circulantes no tecido isolante. O efeito de aquecimento produzido por diatermia por ondas curtas auxilia o processo de cicatrização, gerando calor profundo no tecido, resultando em numerosos efeitos benéficos;
    • A aplicação do Thermopulse pode ser realizada em 3 modos, incluindo o pulsado (ondas curtas pulsadas não térmica), isto é, permite que sejam emitidos disparos de energia eletromagnética a intervalos pré-programados de tempo minimizando o efeito térmico para controle da dor, do edema e acelerar a cicatrização;
    • Diatermia por ondas curtas
    • O Thermopulse produz um aquecimento detectável nos tecidos profundos, isso é denominado diatermia de nível térmico. O calor produzido é proporcional à densidade de energia aplicada e o maior aquecimento ocorre em tecidos com maior condutividade. A intensidade de potência é dada em watts (10 a 150 W);
    • Diatermia por ondas curtas pulsado
    • O Thermopulse oferece, através de um circuito sincronizado no qual o modo possa ser ligado e desligado. Isso permite que sejam emitidos disparos de oscilações com frequência variável de 50 a 800 Hz nas extensões de tempo de 100 a 400 µs com incrementos de 10 µs;
    • Diatermia por ondas curtas pulsado automático
    • O Thermopulse atua sempre em potência máxima (150 W). Porém, percorre automaticamente séries de varredura de frequências de 50 Hz a 160 Hz e de 160 Hz até 50 Hz em passos de 10 Hz.
    • No Thermopulse é possível utilizar de duas técnicas de aplicação:
    • Técnica Indutiva:
    • Nessa técnica, uma corrente elétrica é gerada dentro do aparelho e transmitida para uma bobina. Essa corrente, por sua vez, acaba criando um campo magnético em ângulo reto com o fluxo da corrente, que é direcionado para a parte do corpo a ser tratada. O campo magnético, por sua vez, age apenas como um meio transportador, levando essa corrente até os tecidos. Utiliza um eletrodo tipo "antena" de via única.
    • Técnica Capacitiva:
    • Nesse tipo de técnica, o sinal das ondas curtas é aplicado com o uso de 02 eletrodos vulcanizados do mesmo tamanho e precisam ser aplicados de maneira equidistante e formando um ângulo reto com a pele.
    • Os eletrodos podem ser dispostos pelo modo longitudinal (um eletrodo em cada extremidade do membro), coplanar (ambos aplicados no mesmo lado do membro) ou contraplanar (um eletrodo em cada lado do membro).

    Conservação

    • Evite locais sujeitos a vibrações;
    • Instale o aparelho sobre uma superfície firme e plana;
    • Não bloquear a ventilação;
    • Evite ambientes úmidos, quentes e empoeirados;
    • Certifique-se que a área em torno do cabo de força esta livre;
    • Não introduza objetos nos orifícios do dispositivo;
    • Desligue o equipamento da fonte de alimentação, limpe com um pano limpo umedecido com água e sabão antibacteriano suave;
    • Se for necessária uma limpeza mais estéril, use um pano umedecido com um líquido de limpeza antimicrobiano;
    • A instalação deve respeitar a distância de 10m2 de outros aparelhos, se possível utilizar a gaiola de Faraday.

    Contraindicações

    • Implantes metálicos;
    • Dispositivos eletrônicos implantados;
    • Pessoas com alterações de sensibilidade térmica;
    • Retirar aparelhos auditivos;
    • Pacientes com hemorragia;
    • Obstruções arteriais graves;
    • Gestantes;
    • Tumores malignos ou tumores não diagnosticados;
    • Processos infecciosos;
    • Umidade, transpiração ou curativos úmidos;
    • Edemas agudos;
    • Cardiopatas descompensados;
    • Diabetes descompensada;
    • Sobre os olhos;
    • Sobre os órgãos reprodutivos;
    • Diretamente sobre a epífise de ossos de crianças 
      e adolescentes em crescimento;
    • Cuidado com pacientes obesos: a diatermia deve ser usada com  cuidado em pacientes obesos porque pode aquecer a  gordura excessivamente;
    • Cuidado especial deve ser tomado se a roupa do paciente  estiver molhada ou úmida, uma vez que as peças de vestuário podem aquecer mais rapidamente e mais  intensamente do que o corpo do paciente. Vestimentas de fibras sintéticas (perlon, nylon, etc)  não absorvem bem a transpiração e podem acumular  umidade na pele, portanto, recomenda-se que as áreas  do corpo em tratamento sejam despidas e secas.

    Ficha Técnica

  • Marca
  • Ibramed
  • Modelo
  • SOLID STATE T-54
  • Garantia
  • 18 Meses
  • Voltagem
  • Bivolt (Automático)
  • NCM
  • 90189050
  • Anvisa
  • 10360310014

    Dimensões

    Dimensões do Produto
    • Dimensões (C x L x A)
    • 77.0 x 39.0 x 39.0 cm
    • Peso Kg
    • 27.6
    Dimensões da Embalagem
    • Dimensões Embalado (C x L x A)
    • 48.0 x 48.0 x 90.0 cm
    • Peso Embalado Kg
    • 32.0

    Especificações Técnicas

    • Diatermia por ondas curtas com 27.12MHz;
    • Modo de funcionamento contínuo e pulsado com varredura automática de frequência;
    • Sintonia automática;
    • Tecnologia de estado sólido (transistores - não utiliza válvulas);
    • Eletrodo capacitivos;
    • Eletrodos indutivos;
    • Modo pulsado com variação de frequência automática - 50Hz a 160Hz;
    • DOC (Diatermia por ondas curtas);
    • DOCP (Diatermia por ondas curtas pulsado);
    • DOCA (Diatermia por ondas curtas pulsado automático);
    • Saída de potência do modo capacitivo: 10 a 150 W (50 ohms);
    • Saída de potência do modo indutivo: 10 a 80 W (50 ohms);
    • Incrementos de potência: 10 W;
    • Duração do pulso: 100 a 400 µs;
    • Frequência de pulso: 50 a 800 Hz;
    • Tempo de tratamento: 1-60 minutos (incrementos de 1 minuto);
    • Área do eletrodo capacitivo: 270 cm2 (cada eletrodo);
    • Área do eletrodo indutivo: 85 cm2.

    Itens Inclusos

    • 01 Cabo PP Fêmea (1,5 m);
    • 01 Kit eletrodo vulcanizado para Thermopulse Solid State (1,25 m);
    • 01 Kit eletrodo indutivo para Thermopulse Solid State (1,25 m);
    • 01 Manual de operações digital;
    • 02 fusíveis de 5A;
    • 01 Cinta para eletrodo indutivo;
    • O uso de cabos, eletrodos e outros acessórios diferentes dos especificados acima, podem resultar em aumento das emissões ou diminuição da imunidade do equipamento;

    Perguntas Frequentes

    • Para realizar terapias com Ondas Curtas, o cliente deverá retirar todos os acessórios metálicos?
    • Por que os cabos dos eletrodos do equipamento não podem estar cruzados durante o seu funcionamento?
    • Os cabos e eletrodos são esterilizáveis?
    • Qual profissional pode operar o equipamento?
    • Mulheres que fazem uso do DIU (dispositivo intrauterino) metálicos poderão realizar terapias com Ondas Curtas?
    • Outros equipamentos podem interferir e afetar o funcionamento do Thermopulse?
    • Os eletrodos do Thermopulse podem causar alergia?
    • Quais as formas de aplicação dos eletrodos capacitivos do Ondas Curtas?
    • Como é a aplicação do eletrodo indutivo da Radiofrquência Thermopulse?
    • Como é regulada a intensidade da potência do Ondas Curtas?

    Manual de Instruções