Sonopulse III Ibramed - Aparelho de Ultrassom de 1 e 3 MHz

Ver informações produto
      Código: ME00000A
  • Marca: Ibramed
  • Disponibilidade: Pronta-entrega
  • Descrição: Se você procura um ultrassom completo e que possa ser facilmente transportado, precisa conhecer o Sonopulse III. Com área efetiva de radiação - ERA - de 7cm², o Sonopulse III permite chegar a profundidade aproximada de 5 cm, ideal para reabilitação, com a frequência de 1 MHz. E as profundidades de 1 a 2 cm, atingindo a derme e hipoderme, com o comprimento de onda de 3MHz, perfeito para estética. A potência de saída do Sonopulse III é de 21W, chegando a potência máxima de 3 W por cm² na área tratada. Outra característica que confere maior versatilidade ao Sonopulse III, são os modos de emissão que podem ser ajustados em contínuo, ideal para tratamentos de patologias crônicas, ou pulsado, perfeito para tratar quadros agudos. E tem um diferencial muito importante para a proteção e segurança do paciente. O Sonopulse III possui um sensor térmico que evita queimaduras no paciente, já que trava a emissão do ultrassom automaticamente quando a temperatura do aplicador chega a 41°C; E, falando em vantagens, o Sonopulse III possui entrada para terapia combinada. Você pode realizar a aplicação terapêutica simultânea de ultrassom e estimulação elétrica funcional com o SONOPULSE III e um eletroestimulador da família NEURODYN da Ibramed. A utilização da terapia combinada traz inúmeros benefícios. Para protocolos de reabilitação, potencializa o controle e a redução da dor. E para estética, a combinação permite otimizar os protocolos de pós-operatório de cirurgia plástica, na reparação tecidual, acelerando o processo de recuperação. E para conferir mais praticidade a sua rotina clínica, o Sonopulse III apresenta 46 protocolos pré-programados e 20 particulares, que podem ser facilmente identificados e definidos em uma tela com display LCD Blue Light. E para facilitar a rotina de atendimento home care, o Sonopulse acompanha a bolsa personalizada para o transporte, com proteção extra para o seu aparelho.
  • ...Veja mais
Slide 1 of 9
Slide 1 of 9
  • Sonopulse III Ibramed - Aparelho de Ultrassom de 1 e 3 MHz
  • Sonopulse III Ibramed - Aparelho de Ultrassom de 1 e 3 MHz
  • Sonopulse III Ibramed - Aparelho de Ultrassom de 1 e 3 MHz
  • Sonopulse III Ibramed - Aparelho de Ultrassom de 1 e 3 MHz
  • Sonopulse III Ibramed - Aparelho de Ultrassom de 1 e 3 MHz
  • Sonopulse III Ibramed - Aparelho de Ultrassom de 1 e 3 MHz
  • Sonopulse III Ibramed - Aparelho de Ultrassom de 1 e 3 MHz
  • Sonopulse III Ibramed - Aparelho de Ultrassom de 1 e 3 MHz
  • Sonopulse III Ibramed - Aparelho de Ultrassom de 1 e 3 MHz
  • R$ 1.298,00
    em até 12x R$ 108,17 s/ juros
  • R$ 1.233,10 -5% à vista
  • Retire este produto na loja
  • Vendido e entregue por ISP Saúde
  • R$ 1.233,10 no boleto bancário5% de descontoEconomize R$ 64,90
  • R$ 1.233,10 em 1x no cartão5% de descontoMais opções de parcelamento
  • Usar minha localização

O ULTRASSOM MAIS VENDIDO DO BRASIL!

Faça tratamentos de Estética e Fisioterapia com o mesmo aparelho.

Se você procura um ultrassom completo e que possa ser facilmente transportado, precisa conhecer o Sonopulse III.

Com área efetiva de radiação - ERA - de 7cm², o Sonopulse III permite chegar a profundidade aproximada de 5 cm, ideal para reabilitação, com a frequência de 1 MHz e as profundidades de 1 a 2 cm, atingindo a derme e hipoderme, perfeito para estética, com o comprimento de onda de 3MHz.

A potência de saída do Sonopulse III é de 21W, chegando a potência máxima de 3 W por cm² na área tratada.

Outra característica que confere maior versatilidade ao Sonopulse III, são os modos de emissão que podem ser ajustados em contínuo, ideal para tratamentos de patologias crônicas, ou pulsado, perfeito para tratar quadros agudos.

E tem um diferencial muito importante para a proteção e segurança do paciente. O Sonopulse III possui um sensor térmico que evita queimaduras no paciente, já que trava a emissão do ultrassom automaticamente quando a temperatura do aplicador chega a 41°C;

E, falando em vantagens, o Sonopulse III possui entrada para terapia combinada. Você pode realizar a aplicação terapêutica simultânea de ultrassom e estimulação elétrica funcional com o SONOPULSE III e um eletroestimulador da família NEURODYN da Ibramed.

A utilização da terapia combinada traz inúmeros benefícios. Os protocolos de reabilitação potencializam o controle e a  redução da dor. E para estética, a combinação permite otimizar os protocolos de pós-operatório de cirurgia plástica, na reparação tecidual, acelerando o processo de recuperação.

E para conferir mais praticidade a sua rotina clínica, o Sonopulse III apresenta 46 protocolos pré-programados e 20 particulares, que são facilmente identificados  e definidos em uma tela com display LCD Blue Light.

E para facilitar a rotina de atendimento home care, o Sonopulse acompanha a bolsa personalizada para o transporte, com proteção extra para o seu aparelho.

DIFERENCIAIS & BENEFÍCIOS

APLICADOR

ERA de 7 cm², leve e de formato ergonômico;

PROTEÇÃO

É protegido contra gotejamento de água;

COMODIDADE

46 protocolos pré-programados;

POTÊNCIA

Potência de 21 W de saída, na Era de 7 cm², com potência máxima de 3 W por cm²;

VERSÁTIL

1MHz para Fisioterapia (5 cm profun.) e 3 MHz para Estética ( 1 a 2 cm profun.);

PRATICIDADE

Timer (tempo) de até 30 minutos, com desligamento automático;

PRATICIDADE

Proporciona efeito terapêutico, sem causar dependência e efeitos colaterais.

SEGURANÇA

Sensor térmico de desligamento automático ao ultrapassar 41°C.1 a 60 minutos;

INDICAÇÕES DE TRATAMENTOS

CELULITES 
GORDURA  LOCALIZADA
FIBROSE E ADERÊNCIAS
INFLAMAÇÕES DE MÚSCULOS
HEMATOMAS

DORES MUSCULARES
PRÉ E PÓS-OPERATÓRIO
NEURALGIA DOENÇAS
INTERCOSTAL REUMÁTICAS
DOENÇAS CIÁTICAS

EDEMAS
ARTROSE
TENDINITES
BURSITES
INFLAMAÇÃO DE NERVOS

EFEITOS FISIOLÓGICOS

Efeito Térmico: Aumento da permeabilidade da membrana, permitindo a reabsorção de líquidos e trocas de substratos;

Efeito mecânico: Aumento da circulação sanguínea, promovendo nutrição e neovascularização (formação de novos vasos);

Efeito químico: Liberação de histaminas e agentes quimiotáxicos (mediadores químicos da inflamação);

Efeito analgésico: Ativação do ciclo de cálcio, estimulação das fibras nervosas aferentes;

Efeito cicatrizante: Aumento da síntese e elasticidade do colágeno;

Efeito regenerativo: Dilatação do retículo endoplasmático (desintoxicação celular) e dos fibroblastos;


Efeito neurológico: Aumenta o velocidade de condução nos nervos periféricos e consequente resposta motora.

SAÍDA PARA TERAPIA COMBINADA

A aplicação terapêutica simultânea de ultrassom e estimulação elétrica funcional pode ser realizada com o SONOPULSE III e um eletroestimulador da família NEURODYN da Ibramed.

Nesta técnica, o aplicador libera energia ultrassônica e torna-se o eletrodo ativo da eletroestimulação, ideal para potencializar resultados de protocolos de combate a dor. E, para estética, a combinação permite otimizar os protocolos de pós-operatório de cirurgia plástica, na reparação tecidual, acelerando o processo de recuperação.


O que é e para que serve o sensor de temperatura do Sonopulse III?

Dentro do transdutor de ultrassom do SONOPULSE III existe um sensor que verifica e mantém a temperatura de trabalho do cristal piezoelétrico e, consequentemente, a da face de alumínio do transdutor, o que evita a desagradável sensação de calor excessivo, percebida pelo paciente.

Este sensor está programado para que a temperatura no alumínio nunca ultrapasse 41° C. Durante o tratamento, principalmente quando o gel de acoplamento utilizado não é de boa qualidade, a temperatura poderá superar esse limite, quando isto acontece, o equipamento “congela” o tempo programado no timer e desliga a emissão do ultrassom.

O Sonopulse III emite um sinal sonoro e o visor indicará que o profissional deve continuar “movimentando” o transdutor para que, dentro de alguns segundos, a temperatura volte ao normal. O equipamento automaticamente “descongela” o tempo, retomando a programação original.


PROTOCOLOS

1- Examinar a pele para ver se há qualquer ferida;

2- Antes de aplicar o ultrassom, limpar a área com água e sabão, pode-se usar clorexidina ou álcool 70%; 

3- Limpar o aplicador antes de cada sessão com água morna e sabão;

4- Aplicar gel condutor sobre a área de tratamento do paciente;

5- Mover constantemente o transdutor de ultrassom durante a sessão de terapia de forma circular; 

6- Examinar a pele novamente após o tratamento.

INFORMAÇÕES ADICIONAIS

Como as ondas do ultrassom são geradas no Sonopulse III?

O Sonopulse III gera uma corrente elétrica, de alta frequência, que está conectada a uma cerâmica piezoelétrica sintética. Essa cerâmica é a responsável por converter a energia elétrica em ondas mecânicas, que produzem efeitos nos tecidos. O cristal piezoelétrico está posicionado logo abaixo da face metálica do aplicador.

Profundidade do Ultrassom

No Sonopulse III, é possível trabalhar com duas frequências de ultrassom. Com a de 1 MHz, muito usada na fisioterapia, que atinge tecidos mais profundos, aproximadamente 5 cm. E a de 3 MHz, muito usada na estética, que atinge a derme e hipoderme, aproximadamente 1 a 2 cm.

Onda contínua ou pulsada?

No ultrassom contínuo ocorre um aquecimento nos tecidos, não indicado para traumas agudos e recentes, mas ideal para tratamento de quadros crônicas. No ultrassom pulsado (não térmico) a emissão de pulsos de onda ocorre em determinados períodos, entre eles, o organismo promove a circulação sanguínea que resfria a região tratada, impedindo o excesso de aquecimento. Ideal para tratamento de quadros agudos.

O que é a sonoforese promovida pelo Ultrassom

Sonoforese é a habilidade que o ultrassom tem de potencializar a permeação de ativos na pele, de maneira mais profunda, durante o tratamento. No entanto, para que o processo ocorra é fundamental que o produto contenha moléculas de tamanho pequeno e baixo peso molecular para facilitar a permeação.

SUGESTÃO DE PARÂMETROS


Reabilitação / Tendinite:

Frequência: 1 MHz;

Modo: Pulsado;

Pulso: 100Hz;

Ciclo de Trabalho: 20%;

Intensidade: 0,8 W / cm2; 

Tempo: A / E; 

Prescrição Geral do Ultrassom: 

Modo Pulsado para lesões agudas; 

1 MHz - Profundas Lesões; 

3 MHz - Lesões Superficiais; 

Modo: Contínuo para lesões crônicas; 

Frequência de pulso: 16 Hz - reparo tecidual e 100 Hz - Inflamação e dor aguda; 

Ciclo de trabalho: Contínuo: fase crônica - 50%: subaguda da fase;   20%: fase aguda e reparo técnico. 

Dica: O ritmo pode ser calculado em 1 min por tamanho do cabeçalho, se houver 4 cabeçalhos na área = 4min, se houver 5 cabeçotes = 5min;


Estética / Celulite: 

Frequência: 3MHz; 

Modo: Contínuo; 

Intensidade: 1,5 um 2W / cm2; 

Exemplo: 40cm2 e Era 7cm2 = 40/7 = 5,7 Minutos. 

Tempo de tratamento: Divida ou TAMANHO da ÁREA Pela ERA fazer aplicador;









CONTRAINDICAÇÕES

Tratamento com contraindicações
  • Coração;

  • Cérebro;

  • Tumores;

  • Implantado;

  • Globo Ocular;

  • Útero Gravídico;
  • Infecções Agudas;

  • Órgãos Reprodutores;

  • Dispositivo Eletrônico

  • Áreas de Tromboflebite;

  • Áreas Tratadas por Radioterapia.
ERA7 cm2
TerapiaUltrassom 1MHz e 3MHZ
ModoContínuo e Pulsado
Potência21 Watts
Protocolos46 programados e 20 particulares

Pesos e Medidas

Dimensões do produto
  • Dimensões (C x L x A)
  • 28.0 x 26.0 x 9.0 cm
  • Peso Kg
  • 1.3
Dimensões da embalagem
  • Dimensões Embalado (C x L x A)
  • 32.0 x 33.5 x 19.5 cm
  • Peso Embalado Kg
  • 2.6

Perguntas Frequentes

  • Sim, recomenda-se uma aferição uma vez ao ano ou toda vez que o cabeçote cair no chão, apresentar trincas, ou algum tipo de ruído. Só assim poderá ser realizada uma terapia eficaz com doses realmente confiáveis.
  • Coloque algumas gotas de água na face de alumínio do transdutor, aumente a intensidade e verifique o efeito de nebulização da água. A nebulização é a indicação de que seu equipamento está emitindo ultrassom e ela se apresenta de maneiras diferentes de aparelho para aparelho. O meio de condução do ultrassom emitido neste momento (gotas de água + ar) é muito precário. Isto ocasionará uma rápida elevação da temperatura do alumínio para mais de 40°C. Portanto, não exagere no teste para não danificar o cristal piezoelétrico dentro do transdutor.
  • Devido a não uniformidade do feixe de ultrassom, o cabeçote não deve ficar parado sobre um mesmo local. Também não deve ser movimentado muito rápido, pois não haveria tempo do tecido entrar em ressonância. O melhor procedimento é o movimento circular deslocado, em uma velocidade de 1 a 2 cm/segundo.
  • O ultrassom de 1 MHz é usado em estruturas mais profundas (músculos, tendões, bursas), pois ele é pouco absorvido em estruturas superficiais e em tecido adiposo. Já o ultrassom de 3 MHz deverá ser usado em estruturas superficiais, pois a energia é absorvida nos tecidos que estiverem entre 1 e 2 cm abaixo da superfície da pele.
  • Pelos efeitos secundários que ele pode produzir, tais como: redução do nível de glicose no sangue, fadiga, irritação, anorexia, stress e até tendências a resfriados (acredita-se que estes efeitos podem ocorrer em doses excessivas).
  • Não, o ultrassom desnatura enzimas, reduzindo sua ação em 73% dentro de 15 minutos de aplicação, portanto a afirmação de que o ultrassom espalha enzimas injetadas não tem nenhum fundamento.
  • O gel ideal para trabalho com qualquer tipo de ultrassom deve ser desprovido de bolhas, com aspecto límpido, transparente, inodoro e sem a presença de aditivos (álcool, essências, etc). A quantidade ideal de gel é aquela que permite que o cabeçote deslize livremente, sem aderir a pele do paciente.
  • Não é aconselhável, pois geralmente após o seu uso em uma região há a formação de microbolhas, seu aspecto se torna turvo, o que indicará uma má condução.
  • Gel que já perdeu a condutividade tornando-se desta forma leitoso e opaco, quantidade insuficiente de gel, movimentos muito rápidos ou girar muitas vezes no mesmo lugar e, principalmente, a falta de acoplamento do cabeçote.
  • É o uso simultâneo de duas modalidades terapêuticas associadas e em uma mesma área corporal. Por exemplo, correntes+ultrassom.
  • O profissional adquire um cabo especial para terapia combinada e também um equipamento com correntes de média e/ou baixa frequência da mesma marca (Ibramed), onde os equipamentos são conectados através do cabo, tendo ao mesmo tempo o estímulo das correntes e do ultrassom.
  • A irradiação do ultrassom em líquidos, levando à formação de bolhas muito pequenas, é chamado de cavitação. Sob a ação do campo ultrassônico, essas bolhas aumentam e diminuem de tamanho (cavitação estável), ou podem colapsar (cavitação instável). A cavitação é um fenômeno comum produzido por ultrassons terapêuticos.

Manual de Instruções

Mais Informações

O ULTRASSOM MAIS VENDIDO DO BRASIL!

Faça tratamentos de Estética e Fisioterapia com o mesmo aparelho.

Se você procura um ultrassom completo e que possa ser facilmente transportado, precisa conhecer o Sonopulse III.

Com área efetiva de radiação - ERA - de 7cm², o Sonopulse III permite chegar a profundidade aproximada de 5 cm, ideal para reabilitação, com a frequência de 1 MHz e as profundidades de 1 a 2 cm, atingindo a derme e hipoderme, perfeito para estética, com o comprimento de onda de 3MHz.

A potência de saída do Sonopulse III é de 21W, chegando a potência máxima de 3 W por cm² na área tratada.

Outra característica que confere maior versatilidade ao Sonopulse III, são os modos de emissão que podem ser ajustados em contínuo, ideal para tratamentos de patologias crônicas, ou pulsado, perfeito para tratar quadros agudos.

E tem um diferencial muito importante para a proteção e segurança do paciente. O Sonopulse III possui um sensor térmico que evita queimaduras no paciente, já que trava a emissão do ultrassom automaticamente quando a temperatura do aplicador chega a 41°C;

E, falando em vantagens, o Sonopulse III possui entrada para terapia combinada. Você pode realizar a aplicação terapêutica simultânea de ultrassom e estimulação elétrica funcional com o SONOPULSE III e um eletroestimulador da família NEURODYN da Ibramed.

A utilização da terapia combinada traz inúmeros benefícios. Os protocolos de reabilitação potencializam o controle e a  redução da dor. E para estética, a combinação permite otimizar os protocolos de pós-operatório de cirurgia plástica, na reparação tecidual, acelerando o processo de recuperação.

E para conferir mais praticidade a sua rotina clínica, o Sonopulse III apresenta 46 protocolos pré-programados e 20 particulares, que são facilmente identificados  e definidos em uma tela com display LCD Blue Light.

E para facilitar a rotina de atendimento home care, o Sonopulse acompanha a bolsa personalizada para o transporte, com proteção extra para o seu aparelho.

DIFERENCIAIS & BENEFÍCIOS

APLICADOR

ERA de 7 cm², leve e de formato ergonômico;

PROTEÇÃO

É protegido contra gotejamento de água;

COMODIDADE

46 protocolos pré-programados;

POTÊNCIA

Potência de 21 W de saída, na Era de 7 cm², com potência máxima de 3 W por cm²;

VERSÁTIL

1MHz para Fisioterapia (5 cm profun.) e 3 MHz para Estética ( 1 a 2 cm profun.);

PRATICIDADE

Timer (tempo) de até 30 minutos, com desligamento automático;

PRATICIDADE

Proporciona efeito terapêutico, sem causar dependência e efeitos colaterais.

SEGURANÇA

Sensor térmico de desligamento automático ao ultrapassar 41°C.1 a 60 minutos;

INDICAÇÕES DE TRATAMENTOS

CELULITES 
GORDURA  LOCALIZADA
FIBROSE E ADERÊNCIAS
INFLAMAÇÕES DE MÚSCULOS
HEMATOMAS

DORES MUSCULARES
PRÉ E PÓS-OPERATÓRIO
NEURALGIA DOENÇAS
INTERCOSTAL REUMÁTICAS
DOENÇAS CIÁTICAS

EDEMAS
ARTROSE
TENDINITES
BURSITES
INFLAMAÇÃO DE NERVOS

EFEITOS FISIOLÓGICOS

Efeito Térmico: Aumento da permeabilidade da membrana, permitindo a reabsorção de líquidos e trocas de substratos;

Efeito mecânico: Aumento da circulação sanguínea, promovendo nutrição e neovascularização (formação de novos vasos);

Efeito químico: Liberação de histaminas e agentes quimiotáxicos (mediadores químicos da inflamação);

Efeito analgésico: Ativação do ciclo de cálcio, estimulação das fibras nervosas aferentes;

Efeito cicatrizante: Aumento da síntese e elasticidade do colágeno;

Efeito regenerativo: Dilatação do retículo endoplasmático (desintoxicação celular) e dos fibroblastos;


Efeito neurológico: Aumenta o velocidade de condução nos nervos periféricos e consequente resposta motora.

SAÍDA PARA TERAPIA COMBINADA

A aplicação terapêutica simultânea de ultrassom e estimulação elétrica funcional pode ser realizada com o SONOPULSE III e um eletroestimulador da família NEURODYN da Ibramed.

Nesta técnica, o aplicador libera energia ultrassônica e torna-se o eletrodo ativo da eletroestimulação, ideal para potencializar resultados de protocolos de combate a dor. E, para estética, a combinação permite otimizar os protocolos de pós-operatório de cirurgia plástica, na reparação tecidual, acelerando o processo de recuperação.


O que é e para que serve o sensor de temperatura do Sonopulse III?

Dentro do transdutor de ultrassom do SONOPULSE III existe um sensor que verifica e mantém a temperatura de trabalho do cristal piezoelétrico e, consequentemente, a da face de alumínio do transdutor, o que evita a desagradável sensação de calor excessivo, percebida pelo paciente.

Este sensor está programado para que a temperatura no alumínio nunca ultrapasse 41° C. Durante o tratamento, principalmente quando o gel de acoplamento utilizado não é de boa qualidade, a temperatura poderá superar esse limite, quando isto acontece, o equipamento “congela” o tempo programado no timer e desliga a emissão do ultrassom.

O Sonopulse III emite um sinal sonoro e o visor indicará que o profissional deve continuar “movimentando” o transdutor para que, dentro de alguns segundos, a temperatura volte ao normal. O equipamento automaticamente “descongela” o tempo, retomando a programação original.


PROTOCOLOS

1- Examinar a pele para ver se há qualquer ferida;

2- Antes de aplicar o ultrassom, limpar a área com água e sabão, pode-se usar clorexidina ou álcool 70%; 

3- Limpar o aplicador antes de cada sessão com água morna e sabão;

4- Aplicar gel condutor sobre a área de tratamento do paciente;

5- Mover constantemente o transdutor de ultrassom durante a sessão de terapia de forma circular; 

6- Examinar a pele novamente após o tratamento.

INFORMAÇÕES ADICIONAIS

Como as ondas do ultrassom são geradas no Sonopulse III?

O Sonopulse III gera uma corrente elétrica, de alta frequência, que está conectada a uma cerâmica piezoelétrica sintética. Essa cerâmica é a responsável por converter a energia elétrica em ondas mecânicas, que produzem efeitos nos tecidos. O cristal piezoelétrico está posicionado logo abaixo da face metálica do aplicador.

Profundidade do Ultrassom

No Sonopulse III, é possível trabalhar com duas frequências de ultrassom. Com a de 1 MHz, muito usada na fisioterapia, que atinge tecidos mais profundos, aproximadamente 5 cm. E a de 3 MHz, muito usada na estética, que atinge a derme e hipoderme, aproximadamente 1 a 2 cm.

Onda contínua ou pulsada?

No ultrassom contínuo ocorre um aquecimento nos tecidos, não indicado para traumas agudos e recentes, mas ideal para tratamento de quadros crônicas. No ultrassom pulsado (não térmico) a emissão de pulsos de onda ocorre em determinados períodos, entre eles, o organismo promove a circulação sanguínea que resfria a região tratada, impedindo o excesso de aquecimento. Ideal para tratamento de quadros agudos.

O que é a sonoforese promovida pelo Ultrassom

Sonoforese é a habilidade que o ultrassom tem de potencializar a permeação de ativos na pele, de maneira mais profunda, durante o tratamento. No entanto, para que o processo ocorra é fundamental que o produto contenha moléculas de tamanho pequeno e baixo peso molecular para facilitar a permeação.

SUGESTÃO DE PARÂMETROS


Reabilitação / Tendinite:

Frequência: 1 MHz;

Modo: Pulsado;

Pulso: 100Hz;

Ciclo de Trabalho: 20%;

Intensidade: 0,8 W / cm2; 

Tempo: A / E; 

Prescrição Geral do Ultrassom: 

Modo Pulsado para lesões agudas; 

1 MHz - Profundas Lesões; 

3 MHz - Lesões Superficiais; 

Modo: Contínuo para lesões crônicas; 

Frequência de pulso: 16 Hz - reparo tecidual e 100 Hz - Inflamação e dor aguda; 

Ciclo de trabalho: Contínuo: fase crônica - 50%: subaguda da fase;   20%: fase aguda e reparo técnico. 

Dica: O ritmo pode ser calculado em 1 min por tamanho do cabeçalho, se houver 4 cabeçalhos na área = 4min, se houver 5 cabeçotes = 5min;


Estética / Celulite: 

Frequência: 3MHz; 

Modo: Contínuo; 

Intensidade: 1,5 um 2W / cm2; 

Exemplo: 40cm2 e Era 7cm2 = 40/7 = 5,7 Minutos. 

Tempo de tratamento: Divida ou TAMANHO da ÁREA Pela ERA fazer aplicador;









CONTRAINDICAÇÕES

Tratamento com contraindicações
  • Coração;

  • Cérebro;

  • Tumores;

  • Implantado;

  • Globo Ocular;

  • Útero Gravídico;
  • Infecções Agudas;

  • Órgãos Reprodutores;

  • Dispositivo Eletrônico

  • Áreas de Tromboflebite;

  • Áreas Tratadas por Radioterapia.
ERA7 cm2
TerapiaUltrassom 1MHz e 3MHZ
ModoContínuo e Pulsado
Potência21 Watts
Protocolos46 programados e 20 particulares

Pesos e Medidas

Dimensões do produto
  • Dimensões (C x L x A)
  • 28.0 x 26.0 x 9.0 cm
  • Peso Kg
  • 1.3
Dimensões da embalagem
  • Dimensões Embalado (C x L x A)
  • 32.0 x 33.5 x 19.5 cm
  • Peso Embalado Kg
  • 2.6

Perguntas Frequentes

  • Sim, recomenda-se uma aferição uma vez ao ano ou toda vez que o cabeçote cair no chão, apresentar trincas, ou algum tipo de ruído. Só assim poderá ser realizada uma terapia eficaz com doses realmente confiáveis.
  • Coloque algumas gotas de água na face de alumínio do transdutor, aumente a intensidade e verifique o efeito de nebulização da água. A nebulização é a indicação de que seu equipamento está emitindo ultrassom e ela se apresenta de maneiras diferentes de aparelho para aparelho. O meio de condução do ultrassom emitido neste momento (gotas de água + ar) é muito precário. Isto ocasionará uma rápida elevação da temperatura do alumínio para mais de 40°C. Portanto, não exagere no teste para não danificar o cristal piezoelétrico dentro do transdutor.
  • Devido a não uniformidade do feixe de ultrassom, o cabeçote não deve ficar parado sobre um mesmo local. Também não deve ser movimentado muito rápido, pois não haveria tempo do tecido entrar em ressonância. O melhor procedimento é o movimento circular deslocado, em uma velocidade de 1 a 2 cm/segundo.
  • O ultrassom de 1 MHz é usado em estruturas mais profundas (músculos, tendões, bursas), pois ele é pouco absorvido em estruturas superficiais e em tecido adiposo. Já o ultrassom de 3 MHz deverá ser usado em estruturas superficiais, pois a energia é absorvida nos tecidos que estiverem entre 1 e 2 cm abaixo da superfície da pele.
  • Pelos efeitos secundários que ele pode produzir, tais como: redução do nível de glicose no sangue, fadiga, irritação, anorexia, stress e até tendências a resfriados (acredita-se que estes efeitos podem ocorrer em doses excessivas).
  • Não, o ultrassom desnatura enzimas, reduzindo sua ação em 73% dentro de 15 minutos de aplicação, portanto a afirmação de que o ultrassom espalha enzimas injetadas não tem nenhum fundamento.
  • O gel ideal para trabalho com qualquer tipo de ultrassom deve ser desprovido de bolhas, com aspecto límpido, transparente, inodoro e sem a presença de aditivos (álcool, essências, etc). A quantidade ideal de gel é aquela que permite que o cabeçote deslize livremente, sem aderir a pele do paciente.
  • Não é aconselhável, pois geralmente após o seu uso em uma região há a formação de microbolhas, seu aspecto se torna turvo, o que indicará uma má condução.
  • Gel que já perdeu a condutividade tornando-se desta forma leitoso e opaco, quantidade insuficiente de gel, movimentos muito rápidos ou girar muitas vezes no mesmo lugar e, principalmente, a falta de acoplamento do cabeçote.
  • É o uso simultâneo de duas modalidades terapêuticas associadas e em uma mesma área corporal. Por exemplo, correntes+ultrassom.
  • O profissional adquire um cabo especial para terapia combinada e também um equipamento com correntes de média e/ou baixa frequência da mesma marca (Ibramed), onde os equipamentos são conectados através do cabo, tendo ao mesmo tempo o estímulo das correntes e do ultrassom.
  • A irradiação do ultrassom em líquidos, levando à formação de bolhas muito pequenas, é chamado de cavitação. Sob a ação do campo ultrassônico, essas bolhas aumentam e diminuem de tamanho (cavitação estável), ou podem colapsar (cavitação instável). A cavitação é um fenômeno comum produzido por ultrassons terapêuticos.

Manual de Instruções


Copyright © 2018-2019 - Todos os direitos reservados | www.ispsaude.com.br | Focus Franchising Ltda | CNPJ: 20.990.470/0001-57 | Rua Major Hipolito, 161, Centro - Santa Tereza do Oeste - Paraná - CEP 85825-000 | Autorizações de Funcionamento de Empresa - AFE/ANVISA - Produtos para Saúde (Correlatos): 8.17.237-8 - Fisioterapeuta RT: Alex Fernando Zani - Crefito15-8409-F/S - RE001178; 8.16.087-3 - Fisioterapeuta RT: Karla Almeida Ghiraldi - Crefito8-14638-F - CA001855; 8.13.520-9 - Fisioterapeuta RT: Luciane Mila Haag - Crefito8-60339-F - CA001524; 8.15.961-5 - Fisioterapeuta RT: Adriana Mitie Ida Simbalista - Crefito8-44125-F - CA001825; 8.16.589-8 - Fisioterapeuta RT: Elisia Martins Almeida - Crefito10-196784-F - RE001760; 8.16.619-1 - Fisioterapeuta RT: Klesio Ferreira Fernandes - Crefito11-248435-F - RE000981; 8.13.349-0 - Médico Veterinário RT: Daniel Massato Takayama - CRMV-PR-07016-VP - CRMV-PR-23466-SJ; 8.13.993-3 - Fisioterapeuta RT: Fabiana Fernandes Puga - Crefito13-99509-F - RE000561; 8.13.515-2 - Cirurgiã-Dentista RT: Renata Freitas Pignata Dessen - CROSP-CD-61053 - CRT-477; AFE/ANVISA - Cosméticos: 2.07.259-8 - Fisioterapeuta RT: Elisia Martins Almeida - Crefito10-196784-F - RE001760 | Política de Privacidade e Segurança - Fotos meramente ilustrativas - Os preços e condições da loja virtual estão sujeitos a alterações. Em caso de divergência de preços no site, o valor válido é o do Carrinho de Compras.