Bem-vindo
Bem-vindo

Ventosa Carbo Cupping Pequena - Para Pluria - HTM

  • Código: ME08894A
  • Marca: HTM
  • Disponibilidade: Sob-encomenda
  • Descrição: A Ventosa de Vidro Carbo Cupping Pequena, foi desenvolvida para aplicação da técnica de Carboxiterapia Transcutânea, no aparelho Pluria da HTM. A carboxiterapia transcutânea é uma técnica de aplicação de CO2 de forma tópica e não invasiva, sendo utilizadas ventosas de vidro que combinam o uso da pressão negativa (gerada na ventosa por meio de uma seringa) com a administração do gás no interior da ventosa, disponibilizando-o à superfície da pele. As aplicações transcutâneas possibilitam a absorção do CO2 através da pele, isso acontece por conta das capacidades hidrofílicas e de alta lipossolubilidade do gás, que quando em contato com a pele é facilmente absorvido, promovendo seus efeitos fisiológicos principalmente sobre a microcirculação periférica. Além disso, por meio da pressão negativa gerada dentro das ventosas, também é possível considerar os efeitos fisiológicos da vacuoterapia sobre a microcirculação periférica. Ventosa compatível com o Pluria versão anterior e Novo Pluria da HTM.
  • ...Veja mais informações
Ventosa Carbo Cupping Pequena - Para Pluria - HTM
  • R$ 75,90
    em até 2x R$ 37,95 s/ juros
  • R$ 72,11- (5% à vista)
  • Retire este produto na loja
  • Vendido e entregue por ISP Saúde
  • R$ 72,11 no boleto bancário5% de desconto
  • R$ 72,11 em 1x no cartão5% de descontoMais opções de parcelamento

Descrição do Produto

A Ventosa de Vidro Carbo Cupping Pequena, foi desenvolvida para aplicação da técnica de Carboxiterapia Transcutânea, no aparelho Pluria da HTM. A carboxiterapia transcutânea é uma técnica de aplicação de CO2 de forma tópica e não invasiva, sendo utilizadas ventosas de vidro que combinam o uso da pressão negativa (gerada na ventosa por meio de uma seringa) com a administração do gás no interior da ventosa, disponibilizando-o à superfície da pele. As aplicações transcutâneas possibilitam a absorção do CO2 através da pele, isso acontece por conta das capacidades hidrofílicas e de alta lipossolubilidade do gás, que quando em contato com a pele é facilmente absorvido, promovendo seus efeitos fisiológicos principalmente sobre a microcirculação periférica. Além disso, por meio da pressão negativa gerada dentro das ventosas, também é possível considerar os efeitos fisiológicos da vacuoterapia sobre a microcirculação periférica. Ventosa compatível com o Pluria versão anterior e Novo Pluria da HTM.

Diferenciais e Benefícios

  • Inovação: técnica inovadora de aplicação de carboxiterapia transcutânea;
  • Eficiência: otimização do resultado com associação da carboxiterapia à ventosa;
  • Tamanho: ventosa pequena para melhor acoplar em regiões menores e de difícil acesso;
  • Material: de vidro e silicone, desmontáveis para higienização.

Indicações

  • Técnica de Carboxiterapia Transcutânea com aparelho Pluria da HTM.

Protocolos

  • Selecione o protocolo pré-programado Carbo Cupping, de acordo com a ventosa de vidro a ser utilizada;
  • Antes de iniciar a terapia deve-se verificar a montagem das ventosas realizando um teste simples acoplando a mesma a mão do operador, a fim de detectar possíveis vazamentos;
  • Prepare a região de tratamento com pouca quantidade de óleo vegetal para facilitar o deslizamento da ventosa;
  • Posicione a ventosa sobre a região de tratamento, remova a rosca de vedação da via lateral da torneira luer lock e gire a torneira no sentido anti-horário para liberar o fluxo de ar;
  • Utilize a seringa de 60ml para gerar vácuo no interior da ventosa, rosqueie seu bico a saída lateral do registro e tracione o êmbolo até atingir 20ml. Gire a torneira no sentido horário para manter a pressão negativa gerada;
  • Utilize o equipo para inserir o CO2 no interior da ventosa, rosqueie seu bico a saída lateral do registro, gire a torneira no sentido anti-horário para liberar a entrada do gás e acione o pedal ou botão START/STOP do equipamento;
  • Ao final da infusão do volume de gás programado o equipamento emite um aviso sonoro, exibe a mensagem de fim de aplicação e interrompe a emissão do gás; gire a torneira no sentido horário para manter a pressão negativa gerada, remova o equipo e rosqueie a rosca de vedação da via lateral;
  • Movimente a ventosa sobre a região de tratamento realizando deslizamentos até obter hiperemia tecidual;
  • Após o uso no paciente, descarte o equipo de maneira apropriada e higienize a ventosa de vidro;
  • Avaliar a pele após a finalização da aplicação;
  • Após o uso no paciente, descarte o equipo de maneira apropriada e higienize a ventosa de vidro;
  • Avaliar a pele após a finalização da aplicação.

Informações Adicionais

  • A carboxiterapia constitui-se de uma técnica onde utiliza o gás carbônico medicinal (Dióxido de Carbono ou CO2), administrado de forma percutânea (invasivo, com agulha) ao tecido subcutâneo, tendo como objetivo uma vasodilatação periférica e melhora da oxigenação tecidual;
  • O uso terapêutico do CO2 teve início na década de 1930, na Estação Termal de Royat, na França. Seu uso era feito de forma transcutânea (não invasiva, tópica) através de banhos secos ou submersão em água carbonada para o tratamento de feridas e arteriopatias. Após o desenvolvimento de novas técnicas, a aplicação deixou de ser tópica, passando o CO2 a ser injetado diretamente no tecido subcutâneo, o que garante resultados mais rápidos e melhores. Originou-se assim, o termo carboxiterapia, ou seja, utilização do dióxido de carbono, o CO2, um metabólito normalmente produzido em nosso organismo para fins terapêuticos;
  • Atualmente a carboxiterapia caracteriza-se num método de fácil execução e vem sendo empregada na área estética (gordura localizada, celulite, flacidez e estrias) além se ser utilizada como coadjuvante no tratamento de cicatrizes inestésicas, em casos de pós-lipoaspiração, alopecias, olheiras, sequela de queimados etc.

Conservação

  • Após a utilização das ventosas Carbo Cupping, lave-as com água corrente e sabão neutro;
  • Inspecione constantemente as ventosas Carbo Cupping, verificando a presença de trincos ou fissuras, percebendo anormalidades, providencie uma nova ventosa.

Especificações Técnicas

  • Ventosa Carbo Cupping para Pluria - HTM;
  • Material: vidro e silicone;
  • Tamanho Pequena;
  • Compatível com Pluria e Novo Pluria.

Itens Inclusos

  • 01 Ventosa Carbo Cupping Pequena para Pluria - HTM;

Ficha Técnica

TipoCarbo Cupping
MaterialVidro e silicone
TerapiaCarboxiterapia transcutânea

Pesos e Medidas

  • Dimensões do produto
  • Dimensões (C x L x A)
  • 5.0 x 5.0 x 5.0 cm
  • Peso Kg
  • 0.2
  • Dimensões da embalagem
  • Dimensões Embalado (C x L x A)
  • 5.0 x 5.0 x 5.0 cm
  • Peso Embalado Kg
  • 0.2

Perguntas Frequentes

  • Sim, deve ser lavada em água corrente e detergente neutro, após cada uso.
  • Segundo o fabricante, a fisiologia é a mesma, porém, a absorção é mais superficial, com vantagens expressivas para as pessoas que tem aversão à agulhas.
  • Sim, porém, não terá os parâmetros do protocolo que já vem programado no novo Pluria.
  • Informações do Produto

    Descrição do Produto

    A Ventosa de Vidro Carbo Cupping Pequena, foi desenvolvida para aplicação da técnica de Carboxiterapia Transcutânea, no aparelho Pluria da HTM. A carboxiterapia transcutânea é uma técnica de aplicação de CO2 de forma tópica e não invasiva, sendo utilizadas ventosas de vidro que combinam o uso da pressão negativa (gerada na ventosa por meio de uma seringa) com a administração do gás no interior da ventosa, disponibilizando-o à superfície da pele. As aplicações transcutâneas possibilitam a absorção do CO2 através da pele, isso acontece por conta das capacidades hidrofílicas e de alta lipossolubilidade do gás, que quando em contato com a pele é facilmente absorvido, promovendo seus efeitos fisiológicos principalmente sobre a microcirculação periférica. Além disso, por meio da pressão negativa gerada dentro das ventosas, também é possível considerar os efeitos fisiológicos da vacuoterapia sobre a microcirculação periférica. Ventosa compatível com o Pluria versão anterior e Novo Pluria da HTM.

    Diferenciais e Benefícios

    • Inovação: técnica inovadora de aplicação de carboxiterapia transcutânea;
    • Eficiência: otimização do resultado com associação da carboxiterapia à ventosa;
    • Tamanho: ventosa pequena para melhor acoplar em regiões menores e de difícil acesso;
    • Material: de vidro e silicone, desmontáveis para higienização.

    Indicações

    • Técnica de Carboxiterapia Transcutânea com aparelho Pluria da HTM.

    Protocolos

    • Selecione o protocolo pré-programado Carbo Cupping, de acordo com a ventosa de vidro a ser utilizada;
    • Antes de iniciar a terapia deve-se verificar a montagem das ventosas realizando um teste simples acoplando a mesma a mão do operador, a fim de detectar possíveis vazamentos;
    • Prepare a região de tratamento com pouca quantidade de óleo vegetal para facilitar o deslizamento da ventosa;
    • Posicione a ventosa sobre a região de tratamento, remova a rosca de vedação da via lateral da torneira luer lock e gire a torneira no sentido anti-horário para liberar o fluxo de ar;
    • Utilize a seringa de 60ml para gerar vácuo no interior da ventosa, rosqueie seu bico a saída lateral do registro e tracione o êmbolo até atingir 20ml. Gire a torneira no sentido horário para manter a pressão negativa gerada;
    • Utilize o equipo para inserir o CO2 no interior da ventosa, rosqueie seu bico a saída lateral do registro, gire a torneira no sentido anti-horário para liberar a entrada do gás e acione o pedal ou botão START/STOP do equipamento;
    • Ao final da infusão do volume de gás programado o equipamento emite um aviso sonoro, exibe a mensagem de fim de aplicação e interrompe a emissão do gás; gire a torneira no sentido horário para manter a pressão negativa gerada, remova o equipo e rosqueie a rosca de vedação da via lateral;
    • Movimente a ventosa sobre a região de tratamento realizando deslizamentos até obter hiperemia tecidual;
    • Após o uso no paciente, descarte o equipo de maneira apropriada e higienize a ventosa de vidro;
    • Avaliar a pele após a finalização da aplicação;
    • Após o uso no paciente, descarte o equipo de maneira apropriada e higienize a ventosa de vidro;
    • Avaliar a pele após a finalização da aplicação.

    Informações Adicionais

    • A carboxiterapia constitui-se de uma técnica onde utiliza o gás carbônico medicinal (Dióxido de Carbono ou CO2), administrado de forma percutânea (invasivo, com agulha) ao tecido subcutâneo, tendo como objetivo uma vasodilatação periférica e melhora da oxigenação tecidual;
    • O uso terapêutico do CO2 teve início na década de 1930, na Estação Termal de Royat, na França. Seu uso era feito de forma transcutânea (não invasiva, tópica) através de banhos secos ou submersão em água carbonada para o tratamento de feridas e arteriopatias. Após o desenvolvimento de novas técnicas, a aplicação deixou de ser tópica, passando o CO2 a ser injetado diretamente no tecido subcutâneo, o que garante resultados mais rápidos e melhores. Originou-se assim, o termo carboxiterapia, ou seja, utilização do dióxido de carbono, o CO2, um metabólito normalmente produzido em nosso organismo para fins terapêuticos;
    • Atualmente a carboxiterapia caracteriza-se num método de fácil execução e vem sendo empregada na área estética (gordura localizada, celulite, flacidez e estrias) além se ser utilizada como coadjuvante no tratamento de cicatrizes inestésicas, em casos de pós-lipoaspiração, alopecias, olheiras, sequela de queimados etc.

    Conservação

    • Após a utilização das ventosas Carbo Cupping, lave-as com água corrente e sabão neutro;
    • Inspecione constantemente as ventosas Carbo Cupping, verificando a presença de trincos ou fissuras, percebendo anormalidades, providencie uma nova ventosa.

    Especificações Técnicas

    • Ventosa Carbo Cupping para Pluria - HTM;
    • Material: vidro e silicone;
    • Tamanho Pequena;
    • Compatível com Pluria e Novo Pluria.

    Itens Inclusos

    • 01 Ventosa Carbo Cupping Pequena para Pluria - HTM;

    Ficha Técnica

    TipoCarbo Cupping
    MaterialVidro e silicone
    TerapiaCarboxiterapia transcutânea

    Pesos e Medidas

    • Dimensões do produto
    • Dimensões (C x L x A)
    • 5.0 x 5.0 x 5.0 cm
    • Peso Kg
    • 0.2
    • Dimensões da embalagem
    • Dimensões Embalado (C x L x A)
    • 5.0 x 5.0 x 5.0 cm
    • Peso Embalado Kg
    • 0.2

    Perguntas Frequentes

  • Sim, deve ser lavada em água corrente e detergente neutro, após cada uso.
  • Segundo o fabricante, a fisiologia é a mesma, porém, a absorção é mais superficial, com vantagens expressivas para as pessoas que tem aversão à agulhas.
  • Sim, porém, não terá os parâmetros do protocolo que já vem programado no novo Pluria.